Arquivo da categoria: Diversos

[Oficina_ifgw] XLIII Oficina de Física “César Lattes”: “Ciência tem gênero? A pesquisa das mulheres do IFGW”

MAIS UMA MENSAGEM ENCAMINHADA, COM O INTUITO DE CONTRIBUIR PARA A DIVULGAÇÃO DO ENENVO. ABAIXO SEGUE TEXTO ENVIADO PELO E-MAIL DO INSTITUTO DE FÍSICA DA UNICAMP.

O Instituto de Física “Gleb Wataghin” – IFGW/UNICAMP, convida a toda a comunidade para a XLIII Oficina de Física “César Lattes”. O tema desta edição é “Ciência tem gênero? A pesquisa das mulheres do IFGW” e será realizada em 13 de março de 2021. Devido à pandemia de COVID-19, a Oficina será 100% online, pelo Google Meet.

Nesta oficina, realizada em março, devido ao dia internacional da mulher que ocorre neste mês, pretendemos apresentar a pesquisa realizada por algumas das professoras do IFGW/UNICAMP. As palestras abordarão áreas diversas, que vão desde a aplicação da física em medicina e biologia, passando pelo estudo de nano-ímãs para desenvolvimento de celulares, até a pesquisa teórica em física de partículas. Dessa forma, os participantes terão subsídios para responder à pergunta do título: será que a ciência tem gênero?Estão convidados os professores de Ensino Médio da nossa região, alunos de graduação e pós-graduação e público em geral.

Para mais informações acesse: https://portal.ifi.unicamp.br/oficinas-de-fisica
Evento no Facebook: http://bit.ly/2Zvsy9E
Clique aqui e curta nossa Página no Facebook!

Contamos com sua participação!

Coordenadoria de Extensão
www.ifi.unicamp.br

[Oficina_ifgw] Física para Curiosos: “Prêmio Nobel de 2020: Física de Buracos Negros”

Como sempre, segue informações sobre a Oficina de Física para Curiosos.

Prezados(as):

Em continuidade ao projeto Física para Curiosos, promovido pelo Instituto de Física “Gleb Wataghin” – IFGW, no dia  18 de dezembro às 19 horas, será realizado virtualmente, o colóquio do Prof. Dr. Alberto Saa, docente do Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica – IMECC/UNICAMP. O título será “Prêmio Nobel de 2020: Física de Buracos Negros”.

O prêmio Nobel de Física de 2020 vem coroar o que já se denomina como a nova “era áurea” dos buracos negros, certamente uma das previsões mais fascinantes da Relatividade Geral de A. Einstein. Neste colóquio, será feita uma rapidíssima revisão da história da Física de Buracos Negros, desde seus primórdios há mais de 100 anos atrás, passando, obviamente, pelos avanços teóricos dos anos 60 que garantiram a R. Penrose 50% do Prêmio, até chegarmos finalmente às notáveis observações diretas mais recentes, destacando-se os trabalhos de Reinhard Genzel e Andrea Ghez sobre o buraco negro no centro da nossa Via Láctea, os quais lhes garantiram a outra metade do Prêmio Nobel, e a já famosa “fotografia” do buraco negro na galáxia Messier 87, a incríveis 53 milhões de anos luz do nosso planeta Terra, obtida pelo consórcio Event Horizon Telescope (EHT).

Venham discutir conosco  de maneira clara e mais elementar possível, de forma  que todos possam apreciar esses fantásticos resultados.

Em virtude da pandemia de coronavírus, o evento será transmitido pelo aplicativo Zoom ( https://bit.ly/FísicaParaCuriosos_2020 ) e também pela página do IFGW no Facebook.Participe conosco, assista online!

Mais informações:Site do evento: https://sites.ifi.unicamp.br/fisica-para-curiosos/
Evento do Facebook:https://bit.ly/FísicaParaCuriosos_18Dezembro

Coordenadoria de Extensãowww.ifi.unicamp.br

Física para Curiosos: Desafios e conquistas em participar do maior experimento de física, o LHC

ATENÇÃO: como tenho feito regularmente, copio e colo e-mail recebido do Instituto de Física da Unicamp, divulgando evento realizado pela instituição. Meu único intuito aqui é contribuir para a divulgação, não tendo nenhuma relação com a instituição, além de ser ex-aluno. Espero que se interessem, recomendo e sugiro que compartilhem.

Prezados(as):

Em continuidade ao projeto Física para Curiosos, promovido pelo Instituto de Física “Gleb Wataghin” – IFGW, no dia  27 de novembro às 19 horas, será realizado virtualmente, o colóquio do Prof. Dr. Jun Takahashi, docente do IFGW. O título será “Desafios e conquistas em participar do maior experimento de física, o LHC”.

O LHC (Large Hadron Collider) é o grande colisor de partículas que foi construído para explorar os limites subatômicos da matéria e do nosso conhecimento. Levou mais de 15 anos para ser construído e atualmente tem mais de 10.000 cientistas de todas as partes do mundo trabalhando em quatro diferentes experimentos. A descoberta do bóson de Higgs foi sem dúvida um momento histórico e importante no avanço de nossa compreensão das leis fundamentais das partículas subatômicas, mas ainda existem diversos desafios que continuam sendo explorados no LHC. Buscamos respostas para perguntas intrigantes como evidências de supersimetria, sinais de matéria escura, uma explicação para a assimetria entre matéria e anti-matéria no universo e como o estado primordial de nosso universo, conhecido como Quark-Gluon Plasma evoluiu para formar as partículas que conhecemos hoje. Trabalhar de forma construtiva com milhares de pesquisadores do mundo todo em um objetivo comum é sem dúvida muito desafiador e recompensador. Fazer parte desta missão é um grande privilégio, que vai muito além do ganho científico.

Venha conhecer um pouco das histórias de como é fazer parte do maior experimento de física do mundo.

Em virtude da pandemia de coronavírus, o evento será transmitido pelo aplicativo Zoom ( https://bit.ly/FísicaParaCuriosos_2020 ) e também pela página do IFGW no Facebook.Participe conosco, assista online!

Mais informações:Site do evento: https://sites.ifi.unicamp.br/fisica-para-curiosos/
Evento do Facebook:https://bit.ly/FísicaParaCuriosos_27Novembro

Viviane Therezinha de Faria Fonseca
Secretária
Coordenadoria de Extensão
www.ifi.unicamp.br

_______________________________________________
Oficina_ifgw mailing list
Oficina_ifgw@ifi.unicamp.br
https://listas.ifi.unicamp.br/mailman/listinfo/oficina_ifgw

[Oficina_ifgw] Física para Curiosos: “Energia Solar Fotovoltaica”

Copiando e colando e-mail recebido, apenas para divulgação.


Prezados (as):

Em continuidade ao projeto Física para Curiosos, promovido pelo Instituto de Física “Gleb Wataghin” – IFGW, no dia  12 de junho às 19 horas, será realizado virtualmente, o colóquio do Prof. Dr. Francisco das Chagas Marques, docente do IFGW. O título será “Energia Solar Fotovoltaica”.

As fontes de energia primárias atualmente utilizadas no mundo provêm dos combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão), além da energia nuclear e hidroelétrica. Todas elas acarretam graves problemas ambientais, incluindo a energia hidroelétrica, com a maior parte das reservas naturais se esgotando. Várias propostas foram investigadas e adotadas em menor escala para contornar estes problemas, sendo a conversão fotovoltaica sem dúvida uma das mais proeminentes no cenário atual. Os painéis solares requerem pouca manutenção, têm uma vida útil superior a 25 anos, não geram resíduos, ruído ou poluentes que contribuem para as chuvas ácidas e a poluição urbana. Nesta palestra serão apresentados os conceitos de geração de energia solar fotovoltaica; os processos de purificação de silício; fabricação de células solares convencionais e de terceira geração; painéis fotovoltaicos; centrais fotovoltaicas e o panorama mundial de uso de sistemas fotovoltaicos.

Venham discutir conosco os conceitos de geração de energia solar fotovoltaica, a energia do futuro!

 

 

Em virtude da pandemia de coronavírus, o evento será transmitido pelo aplicativo Zoom ( https://bit.ly/FísicaParaCuriosos_2020 ) e também pela página do IFGW no Facebook.

Participe conosco, assista online, fique em casa!

Mais informações:

Site do evento: https://sites.ifi.unicamp.br/fisica-para-curiosos/
Evento do Facebookhttps://bit.ly/FísicaParaCuriosos_12Junho




Aprenda a programar

Você tem vontade de aprender a programar? Quer mexer com arduino? Não sabe o que é programação ou o que é arduino? Sugiro um caminho possível:

  • Entre no site https://scratch.mit.edu/, faça um cadastro e procure por ajuda em canais do youtube, por exemplo. Assim, você terá uma boa noção sobre o que é programação e o que é linguagem de programação.
  • Faça cursos de introdução à programação, como os oferecidos pelo site Curso em Vídeo. Isso melhorará sua base.
  • Procure tutoriais sobre Arduino. Há muitos vídeos no youtube, por exemplo. Ah, mas se vc quiser programar o Arduino de forma mais simples, você pode usar o site https://www.tinkercad.com/ para montar circuitos e programar um Arduino. A parte mais legal é que você pode fazer isso usando a linguagem do Scratch, isto é, não precisa saber programar na linguagem do Arduino para começar a fazer seus circuitos.
  • No mesmo link anterior, você pode criar circuitos mesmo sem precisar comprar o Arduino.

Veja dois exemplos abaixo:

Exemplo do Scratch: clique na bandeira   verde abaixo e use a seta para cima para atingir o bloco de tijolo.

Abaixo, um exemplo de um circuito montado com o Tinkercad. Abra, mude, mexa e aprendam.

Clique em iniciar a simulação e, durante a simulação, clique no botão para escolher a frequência com que o led pisca.


 

 

O universo Mecânico

O Caltech lançou uma série de vídeos sobre física.

Abaixo temos uma playtist que do youtube com todos os episódios.

Como professor, recomendo para todos os alunos do ensino médio ou pré vestibular, além de curiosos é claro. Ele vai um pouco além apresentando ferramentas de cálculo, o que sinceramente acho indispensável para a compreensão da física, ajudando a compreender a teoria.

Para saber um pouco mais da série encontrei este post:

http://fprudente.blogspot.com.br/2009/03/caltech-o-universo-mecanico.html

Segue a playlist:

 

Lembre-se, é uma produção da década de 80, então não teremos animações 3d renderizada da mesma forma que vemos em produções Holywwodianas, mas a forma não é tudo: o conteúdo é preciosíssimo.

 

Bom estudo à todos.
“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”.

(Albert Einstein)

 

 

LISTAS 2017

Agora que o carnaval acabou, o Brasil volta a funcionar:)

E eu voltarei a postar listas aqui.

Ainda não tenho todas as listas, então problemas podem ocorrer, por isso, a princípio, pretendo colocar uma lista por semana, mas como imprevistos podem ocorrer, peço que tenham paciência caso pule alguma semana.

No ano passado consegui postar questões até acabarem os assuntos de física, mas infelizmente não tive tempo para formatar as listas. Esse ano não vai ser diferente, portanto prometo postar todas as listas que conseguir, mas não prometo que elas esteja formatadas e erros em equações poderão aparecer.

Mas espero estar ajudando a quem esteja interessado!

Eu quase abandonei esse projeto, pois como não tinha feedback acabei achando que ninguém usava estas listas. Mas esse pensamento mudou quando recebi um e-mail de um aluno que dizia usar meu material e foi aí que me dediquei mais. Portanto é importante o feedback de quem baixa estas listas regularmente.

Um possível feedback é simplesmente perguntar sobre questões que você não entendeu… Te ajuda e me empolga!

 

Abraço

Bons estudos à todos!


XXXV Oficina de Física “Cesar Lattes”

Participei da XXXV Oficina de Física “Cesar Lattes”, realizada no auditório do Instituto de Física “Gleb Wataghin”, IFGW/UNICAMP.

Os temas abordados foram:

  • Ensino de Física, Enem e as Escolas: uma parceria possível”, Prof. Maurício Kleinke (IFGW/UNICAMP)
  • “A intuição engana: erros comuns e concepções prévias acerca do movimento dos corpos”, Prof. Rickson Mesquita (IFGW/UNICAMP)
  • A interdisciplinaridade e o ensino de Física”, Profa. Maria Gebara (UFSCAR)
  • “O Efeito Fotoelétrico: Um experimento que mudou a história da Física”, Prof. Leandro Tessler (IFGW/UNICAMP)
  • “Concepções erradas frequentes em Eletromagnetismo”, Prof. Mário A. Bernal (IFGW/UNICAMP)

Particularmente, gostei muito das duas primeiras apresentações, entretanto todas elas foram interessantes no sentido de que durante as apresentações já houve participação da platéia. Mas vou descrever um pouco sobre o que achei mais interessante nas duas primeiras palestras.

A primeira informação à qual me interessei e que começou a ser discutida ainda antes das apresentações foi a respeito da BNCC (Base Nacional Comum Curricular). Se você não sabe o que é, sugiro que procure se informar, assim como estou fazendo, pois se trata basicamente de uma base curricular (como o nome já diz) que não vai somente nortear o sistema, como já fazem os PCNs, mas sim tornar-se-á obrigatória.

De forma resumida, a BNCC tornaria obrigatório o ensino de Cinemática e Termologia e Termodinâmica no primeiro ano do ensino médio; Eletromagnetismo, ótica e ondulatória no segundo colégio; o terceiro colégio teria basicamente física moderna indo desde radioatividade à criação do Universo. Para mais detalhes consulte o site oficial: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/conhecaDisciplina

Você pode acompanhar discussões abertas sobre o tema no site da Sociedade Brasileira de Física (http://www1.fisica.org.br/bncc/forum/). Você pode achar mais conteúdos e lugares para discutir as demais disciplinas.

Vamos então à primeira palestra: basicamente, o que mais achei interessante é que o MEC disponibiliza para download uma base de informações a respeito do desempenho dos alunos bem como as respostas de seus questionários socioeconômicos e o apresentador da palestra (Prof. Maurício Kleinke) debateu sobre possíveis razões de erros de algumas questões do Enem 2012 (por que 2012? Porque era o ano que o Mec havia liberado os dados, uma vez que há um certo delay para que o Mec libere os dados). Algumas questões se mostraram inúteis (pois o índice de acerto era muito próximo dos 20%, algo em torno do índice de chutes), outras mostrava como certas concepções são comuns entre as pessoas. Por exemplo: os alunos não conseguem fazer alusão direta de potência com energia.

Sem muitas delongas, pois disseram que as apresentações seriam disponibilizadas e, assim que conseguir, postarei aqui, vou comentar sobre a segunda palestra que achei muito interessante. Estou falando da apresentação com tema “A intuição engana: erros comuns e concepções prévias acerca do movimento dos corpos” do Prof. Rickson Mesquita.

Me surpreendi que mais de 30% dos alunos do curso de Física I da Unicamp (isto é alunos, que supostamente passaram por um processo seletivo rigoroso, entraram na Unicamp para estudar a sua área de interesse) possuem pensamentos fortemente enraizados nas teorias de Aristóteles, principalmente sobre o Impetus. O resultado fica muito mais alarmante quando o teste é feito em escolas da rede pública, tanto nos anos finais do ensino fundamental como nos três anos do médio: praticamente nenhum aluno possuía de forma clara a forma de pensamento Newtoniano.

Outra parte interessante da palestra foi quando o Professor Rickson Mesquita apresentou um teste feito nos EUA em estudantes do MIT (se não me engano): alguns estudantes foram selecionados para testar um aparelho que mede a atividade cerebral ao longo do dia. Os estudantes deveriam marcar as atividades que estava fazendo, tal como dormir, ver tv, assistir aula, fazer suas tarefas de casa, estudo autônomo, relaxamento e convívio social. Me surpreendeu saber que ao assistir aula o aluno teve uma atividade cerebral durante a aula tão baixa quanto a que teve vendo tv e relaxando (o professor apresentou o resultado de somente um aluno, mas afirmou que os dos demais eram similares). Dormir exige mais do cérebro que assistir aula!

O professor então sugere retirar os alunos de sua zona de conforto: fazê-los durante a aula a resolver exercícios, discutir o erros, debater e chegar a um consenso é uma forma possível de, ainda na sala de aula comum, fazer os alunos pensarem e, com isso, efetivamente aprender. A forma tradicional de ensino é apenas um método de ensiná-los a realizar processos, e não entender conceitos e teorias.

Sobre as demais palestras, eu não diria que foram ruins, só me interessaram menos. Para mim, este blog é mais que escrever para outros ler: é um banco de dados meu que eu uso para consultas futuras, então deixei aqui, de forma resumida, os pontos que mais me interessaram da Oficina.

Aos professores de física: aconselho muito que assistam, pois sempre há temas interessantes e úteis para nosso dia a dia na sala de aula. Sempre sai uma ideia nova, muitas vezes da própria platéia.

Sobre o artigo citado pelo professor Rickson Mesquita, o encontrei neste site http://affect.media.mit.edu/pdfs/10.Poh-etal-TBME-EDA-tests.pdf e tomei a liberdade de reproduzir o gráfico apresentado pelo professor:

Captura de tela de 2015-11-08 20:26:28

O artigo foi publicano no IEEE TRANSACTIONS ON BIOMEDICAL ENGINEERING, VOL. 57, NO. 5, MAY 2010, e os autores são Ming-Zher Poh, Student Member, IEEE, Nicholas C. Swenson, and Rosalind W. Picard, Fellow, IEEE

Parabéns à TODOS os palestrantes! Mesmo me interessando mais pelos dois primeiros temas, a Oficina como um todo foi excelente!


Oficina de Física “César Lattes”

MENSAGEM RECEBIDA POR E-MAIL E DIVULGADA AQUI
PORTANTO NÃO É DE MINHA AUTORIA

Prezados Senhores,

O ensino da Física no Ensino Médio, e da ciência de forma geral,  é um assunto que merece especial atenção. Por essa razão, a XXXV Oficina de Física “Cesar Lattes” terá como tema “Ensino, aprendizagem e avaliação: perspectivas para o ensino de Física na educação básica e será realizada no dia 07 de Novembro de 2015, no auditório do Instituto de Física “Gleb Wataghin”, IFGW/UNICAMP.
Serão cinco palestras ministradas por professores do IFGW e da Universidade Federal de São Carlos, serão tratadas diversos tópicos relacionados com o ensino da Física. Alguns dos palestrantes são pesquisadores na área da Pedagogia e será uma boa oportunidade para discutir o ensino dessa ciência.
Estão convidados os professores de Ensino Médio da nossa região, alunos de graduação e pós-graduação e público em geral.

Abaixo, o cartaz de apresentação do evento e a programação preliminar.

 

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

 

8h00 – 8h30

Entrega de Material

8h30 – 8h40

Abertura

8h40 – 9h30

Ensino de Física, Enem e as Escolas: uma parceria possível”

Prof. Maurício Kleinke (IFGW/UNICAMP)

9h30 – 9h45

Perguntas e discussões

9h45 – 10h15

Intervalo / Café

10h15 – 11h05

“A intuição engana: erros comuns e concepções prévias acerca do movimento dos corpos”

Prof. Rickson Mesquita (IFGW/UNICAMP)

11h05 – 11h20

Perguntas e discussões

11h20 – 12h10

A interdisciplinaridade e o ensino de Física”.

Profa. Maria Gebara (UFSCAR)

12h10 – 12h25

Perguntas e discussões

12h25 – 14h00

Intervalo / Almoço

14h00 – 14h50

“O Efeito Fotoelétrico: Um experimento que mudou a história da Física”

Prof. Leandro Tessler (IFGW/UNICAMP)

14h50 – 15h05

Perguntas e discussões

15h05 – 15h30

Intervalo / Café

15h30 – 16h20

“Concepções erradas frequentes em Eletromagnetismo”

Prof. Mário A. Bernal (IFGW/UNICAMP)

16h20 – 16h35

Perguntas e discussões

16h35 – 16h40

Encerramento

Maiores detalhes poderão ser obtidos pelo site: http://portal.ifi.unicamp.br/extoficinas
INSCRIÇÕES
– Alunos de escola/ Universidade pública / particular,  R$\rm{$}$ 35,00
– Professores de escola pública/particular/funcionário públicos, bolsistas de pós-graduação e pós-doutorado, R$\rm{$}$ 40,00
– Profissionais liberais e outros, R$\rm{$}$ 56,00

Nos vemos na Oficina!
Atenciosamente,
-- 
Viviane Therezinha de Faria Fonseca
Coordenadoria de Extensão
IFGW/UNICAMP
Telefone: (19) 3521 5286

Calendário Cósmico

Calendário Cóscmico

O calendário cósmico é uma representação gráfica e resumida do que teria ocorrido no universo desde o Big Bang até os dias atuais. A idade do universo é comprimida em um ano de forma que o Big Bang tenha ocorrido no primeiro segundo do início desse calendário e os dias atuais corresponderia aos instantes finais .

A figura acima representa esta ideia. Carl Sagan, cientista norte americano, foi também um grande escritor e em seu livro “Dragões do Edem” popularizou esta ideia.

Aproveitando para falar deste escritor: ele é autor de diversos livros de divulgação científica que considero muito bons, de agradável leitura, grande confiabilidade das informações além de ser cativante, pois em seus textos ele deixa transparecer sua paixão pelo conhecimento científico.

Alguns de seus textos já foram usados em provas de vestibulares. O mais recente que vi foi em uma prova da Unesp 2014 Português intitulado “Não existem perguntas imbecis” (do livro “O mundo assombrado por demônios”). Ele também escreveu o livro “Contato” que gerou o filme de mesmo nome, livro este de ficção científica, porém de “pé no chão” pois trata de assuntos palpáveis (recomendo a leitura do livro, pois há muito mais conteúdo científico e “viagens” possíveis).

Também foi autor da Série Cosmos, que recomendo fortemente (não só para vestibulandos). Esta série foi regravada e seu ex aluno Neil Degrasse Tyson é agora o seu narrador.

Recomendo a leitura de qualquer livro de Sagan, mas alguns dos que li e gostei foram:

  • Dragões do Edem
  • Assisti ambas as séries Cosmos
  • Contato (livro e filme)
  • O Mundo Assombrado por Demônios